Foto: Eduardo Ganança
Monotrilho

Passados 6 meses, não há prazo para ViaMobilidade assumir linha 15

No dia 11 de março deste ano, a concessionária ViaMobilidade – Linha 15, controlada pela CCR, ganhou o leilão para manutenção e operação da linha 15 – Prata (Vila Prudente – Jardim Planalto), operado por monotrilho, pelo Metrô.

Passados 6 meses, a linha 15 continua sendo operada normalmente pelo Metrô e não há nem sinal de treinamento de funcionários da futura concessionária.

Para se ter uma ideia, quando a linha 5 – Lilás foi leiloada, a também ViaMobilidade venceu o leilão em janeiro de 2018 e, 6 meses depois, funcionários da nova dona da linha já atuava no ramal em conjunto com os funcionários do Metrô para treinamento.

Em agosto daquele ano, a ViaMobilidade assumiu a linha 5, ainda faltando a inauguração, na época, das estações AACD-Servidor, Hospital São Paulo, Santa Cruz, Chácara Klabin e Campo Belo.

Pode-se então deduzir que, as entregas das estações Fazenda da Juta, Sapopemba e São Mateus, não deveria ser um entrave para início da operação pela ViaMobilidade.

Questionada sobre datas, a assessoria da Secretaria dos Tranportes Metropolitanos, limitou-se a dizer que “divulgaremos tão logo a data de assinatura do contrato for definida“.

Sobre o autor do post

Caio Lobo

Paulistano e Corinthiano, formado em Marketing porém dedicou sua experiência profissional, pós-graduação e MBA na área de Finanças. Temas relacionados à mobilidade urbana o fascinam, principalmente quando se fala de metrô.

comentários

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  • Lamentável isso , eu participei do processo seletivo para estar trabalhando na linha 15 prata pela CCR, porém até hoje não pude iniciar por causa deste contrato que não é assinado.
    Eu e mais umas 100 pessoas , estamos sem saber oque fazer. Porque durante o processo foi dito que estaríamos iniciando , no começo de maio, aí passou pra agosto e que já nem prazo tem mais.

    Muitos como eu largamos nossos empregos de anos, pois nos foi prometido essa vaga nos, deram garantias durante o processo de que todos que passagem por todas as fases de testes que estariam empregados.

    Seria muito digno que o governo juntamente com a CCR, assinase tão logo este contrato para nos podermos trabalhar.

Publicidade

Assuntos

Anúncios

Cadastre-se em nossa newsletter!