Foto: Renato Lobo
Metrô SP

Linhas 1-Azul e 5-Lilás do Metrô registram alta no número de ocorrências em maio

Linhas metroviárias que atendem a Zona Sul de São Paulo registram no mês de maio, alta no número de falhas e ocorrências, que acabaram por atrasar a viagem dos passageiros. As linha 1-Azul operado pela Companhia do Metropolitano – Metrô e a 5-Lilás, operada pela iniciativa privada, a ViaMobilidade, tiveram aumento nas ocorrências na comparação entre os meses de abril e maio.

Um levantamento foi feito pelo Via Trolebus com base nas informações que as próprias operadoras disponibilizam em seus sites, quando há restrições na operação.

As ocorrências em sua maioria são falhas em equipamentos ou em trens. Há poucos casos de interferência que não estão relacionados com a operação dos trens, como usuário na via.

No caso da ligação metroviária entre o Jabaquara e o Tucuruvi, o aumento foi de 50%. Em abril, a linha 1 registrou 18 ocorrências contra 27 em maio. Já a linha que liga o Capão Redondo até a Chácara Klabin, foi de 10 em abril para 14 em maio, representando alta de 40%.

A Linha 3-Vermelha registrou no mês passado, 11 ocorrências, a linha 2, 5 registros e a Linha 4-amarela, apenas uma ocorrência.

Estação Sé: Foto: Renato Lobo

O que dizem as operadoras?

Procuradas, as duas empresas relataram respostas diferentes. O Metrô, que administra a Linha 1-Azul, diz que “incidentes notáveis se mantém nos padrões internacionais de qualidade e segurança”. A empresa menciona que parte considerável destas panes foi por conta de falhas em equipamentos de via nas duas extremidades, em Jabaquara e Tucuruvi.

Nota na integra:

“O registro das ocorrências operacionais no Metrô de São Paulo segue normas internacionais utilizadas pelos maiores sistemas metroviários do mundo, como Nova Iorque, Londres, Paris, entre outros. Assim, o número oficial de registro de ocorrências no mês de abril é de dois Incidentes Notáveis na Linha 1-Azul. Já no mês de maio foram 7 os Incidentes Notáveis nesta mesma linha principalmente ocasionado por falhas em dois equipamentos de via nas regiões de Jabaquara e Tucuruvi.

Incidentes Notáveis (IN) são aquelas ocorrências que prejudicam a circulação dos trens por um período de 5 minutos além do intervalo programado. É importante frisar ainda que a quantidade de incidentes notáveis se mantém nos padrões internacionais de qualidade e segurança, mostrando que o Metrô paulistano é um sistema de transporte regular, confiável e seguro, considerado internacionalmente como um dos dez melhores do mundo.”

Já a ViaMobilidade, que opera a Linha 5, diz que a expansão no atendimento pode ter sido o principal agente causador, e cita um processo de “maturação” nos sistemas.

Nota na íntegra

“A ViaMobilidade, concessionária responsável pela operação e manutenção da Linha 5-Lilás de metrô de São Paulo, informa que as intercorrências na operação estão relacionadas ao estágio de expansão da linha, com a inclusão de novos trechos, como ocorre em projetos de complexidade semelhante e seguem o processo natural de maturação da operação.

Desde o início da operação, em agosto de 2018, quando a concessionária assumiu a Linha, passaram de 10 para 17 estações, além do aumento da frota de 16 para 24 trens. Atualmente, são transportados aproximadamente 600 mil passageiros por dia útil, um acréscimo de mais de 90% em relação a agosto do ano passado, quando se registrava 320 mil passageiros.”

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

Comente!

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Assuntos

Anúncios

Cadastre-se em nossa newsletter!