Foto: Renato Lobo
SPTrans

Comunicado que seria da SPTrans sugere ônibus sem cobradores em São Paulo

Um comunicado que seria da SPTrans aos operadores, sugere testes com ônibus sem cobradores na cidade de São Paulo, o que tem causado discussões nas redes sociais e grupos de debates sobre mobilidade em aplicativos de mensagens.

O supostos informe sugere que os operadores adquiram ônibus do tipo “padron” e “básico” com layout interno sem o posto do cobrador.  O sistema já conta com veículos sem os profissionais em linhas do chamado sistema local.

Apesar da maioria dos pagamentos ser por meio do bilhete único, não há qualquer comunicado oficial por parte da prefeitura em que se prevê a extinção do cargo. No entanto, o supostos comunicado foi recebido com temor por movimentos sociais e entidades ligadas aos cobradores.

Ao Via Trolebus a assessoria da SPTrans, disse que não há planos de retirar os cobradores. Confira nota na íntegra:

“A SPTrans esclarece que não há nenhum plano de demissão dos profissionais que exercem a função de cobrador. Com o avanço da tecnologia e cobrança automática das tarifas no transporte coletivo, esses profissionais já passam por programas de reciclagem nas empresas e são reaproveitados pelo sistema em outras atividades como: fiscalização, manutenção, administração entre outras.

A reciclagem dos cobradores ocorre de maneira natural nas empresas já que atualmente, em todo sistema, apenas 5% dos passageiros fazem o pagamento da tarifa em dinheiro.

Vale destacar que a carta Circular DO 005/2019 enviada para as empresas de ônibus se refere ao layout interno dos futuros ônibus padron, que passarem a ser adquiridos pelas empresas. Desde 2014, os veículos do Subsistema Local, cerca de 6 mil carros, já circulam sem cobrador.”

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

comentários

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  • Isso tomo mundo já sabia, infelizmente não tem postos ou locais suficientes na cidade de São Paulo, outro ponto que é inevitável, 90% deveram está desempregado em breve e só outros 10% serão aproveitado em algo se chegar esses 10%, a passagem do ônibus deveria diminuir também visto que motorista também será cobrado e pior o motorista não terá um valor adicional no seu salário, conforme já foi julgado onde mesmo o motorista com duas funções e ganha uma!

    • Sou contrário aos coletivos sem cobradores. Pois atrapalha o trânsito e aumenta muito o risco de acidentes. E por outro lado temos q pensar em não gerar mais desemprego. Pra girar a economia o interessante termos mais postos de trabalho. Se ñ ha empregos e renda a economia fica parada

    • Vc é um puta egoísta si pode ser da cooperativa onde o atendimento é péssimo, brigam no trânsito por passageiro para fazer o tal cabrito por isso não faz questão de cobradores olha ao seu redor amigo e vê quantos país de família irá ficar sem seu emprego e com isso a nossa mobilidade que já não é boa com cobradores imagina sem eles transporte público cada vez mais precário .

    • Você trabalha nas peruas ne para o seu patrão é bom porque ele não paga um cobrador, mas seria bom se você tivesse alguém para lê auxiliar no seu dia adia , até mesmo se um dia você passa se mau .
      Pense.

  • Sou contrário aos coletivos sem cobradores. Pois atrapalha o trânsito e aumenta muito o risco de acidentes. E por outro lado temos q pensar em não gerar mais desemprego. Pra girar a economia o interessante termos mais postos de trabalho. Se ñ ha empregos e renda a economia fica parada

  • Tirar o cobrador ,isso é safadeza, mas pessoas desempregadas, e mas o estado ou prefeitura deixa de arrecadar , detalhes fora os acidentes , é uma sacanagem motorista dirigir e cobrar.

  • Seria interessante uma matéria abordando o tema sobre cobradores em outros países. Conversando com amigos que viajaram para outros países e lendo sobre transporte público de outras nações, tenho a impressão que na maioria dos países não existe a função do cobrador.

  • Uma das grandes vantagens de ter cobrador é para o caso de turistas e usuários esporádicos (e no quesito turistas, São Paulo não deixa a desejar). Além daqueles casos de se ter um auxiliar para operações, como elevador para cadeirantes, sem que o motorista tenha que deixar o volante. Mas, é fato a tendência é que esta função seja extinta. E o grande problema é que justamente 90% ou mais dos cobradores perderão seus empregos, pois o aproveitamento deles em outros cargos não acontece em tão grande volume. Goiânia está há quase 20 anos sem cobradores, e pouquíssimos foram aproveitados, além de nunca terem criado uma solução definitiva para a questão de passagens de turistas e esporádicos. Nos acostumamos a não ter cobradores, mas muita coisa está a desejar.

Publicidade

Assuntos

Anúncios

Cadastre-se em nossa newsletter!