Metrô Rio

MetrôRio é multado em R$ 10 milhões por falta de manutenção

O MetrôRio foi novamente multado em R$ 10,6 milhões pela Agetransp (Agência Reguladora de Serviços Públicos Concedidos de Transportes Aquaviários, Ferroviários e Metroviários e de Rodovias do Estado do Rio de Janeiro).

O motivo foram atrasos no cronograma de investimentos, falta de manutenção, baixo Índice da Qualidade dos Serviços e conservação em passarelas. A operadora, por sua vez, diz que vai analisar e tomar as medidas cabíveis.

Uma das partes da penalidade diz respeito a atraso na execução do cronograma de investimentos do sistema de transporte metroviário, como modernização de trens e estações. Há também falta de manutenção e conservação em 15 passarelas de acesso às estações da Linha 2 do Metrô, segundo a Agetransp.

O Conselho Diretor também decidiu pela penalidade, quando constatou que a empresa não atingiu o indicador previsto em contrato para o IQS (Índice da Qualidade dos Serviços), referente a março de 2015.

O MetrôRio é operado pela inciativa privada desde 1998. A concessão, inicialmente de 20 anos, foi estendida por mais vinte, terminando portanto em 2038. A operadora é controlada pela Invepar, que por sua vez é controlada pela construtora OAS, por um fundo de investimento do Banco do Brasil e por fundos de pensão da Caixa Econômica Federal e da Petrobras.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

Comente!

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Assuntos

Anúncios

Cadastre-se em nossa newsletter!