CPTM

Com melhorias no Expresso Leste, CPTM espera atrair novos usuários para a Linha 11-Coral

Com um mês do fim baldeação em Guaianases na Linha 11-Coral, a Companhia Paulista de Trens Metropolitanos – CPTM espera atrair mais passageiros para a ferrovia que liga a estação Estudantes, em Mogi das Cruzes, até a Luz no centro da capital paulista.

Em nota, a operadora diz que ofertou 34 mil lugares a mais diariamente, e que a frequência das composições foi reduzida em um minuto, passando da média de 9 para 8 minutos no trecho mais afastado do centro de São Paulo, e o tempo de deslocamento entre os dois terminais foi diminuído em cerca de 8 minutos.

“Foram três meses de trabalhos intensos neste início de gestão, visando melhorar o serviço oferecido para a população do Alto Tietê, que há 19 anos pleiteava a chegada do Expresso Leste na região”, disse o presidente da CPTM, Pedro Moro.

Para operar com as viagens diretas de Estudantes a Luz em período integral, a empresa modernizou a frota e realizou obras de infraestrutura, melhorando a rede elétrica e as subestações de energia Patriarca e Dom Bosco.

Outra medida, foram melhorias na via férrea em alguns trechos, como na curva próxima ao Brás. Hoje os trens no sentido Estudantes trafegam com uma maior velocidade na região.

Já a média de passageiros transportados em abril na Linha 11-Coral foi de cerca de 757 mil por dia útil. O Expresso Leste é o mais cheio no sistema de trens metropolitanos.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

Comente!

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Assuntos

Cadastre-se em nossa newsletter!