Foto: Renato Lobo
Mobilidade Urbana

Interesse pela carteira de motorista cai no Brasil

Há quem diga que as cidades do futuro terão menos ou quase nenhum carro. O Brasileiro está menos interessado em automóveis. É o que diz um levantamento pela empresa de pesquisa Ipsos a partir de dados fornecidos pelo Denatran – Departamento Nacional de Trânsito. O cenário ocorre em um momento onde é facilidade a compra dos veículos, como a loja online pecasauto24.pt.

A pesquisa mostra tendência de queda na procura de carteiras de motoristas em todas as regiões, entre homens e mulheres de todas as faixas etárias, na emissão de CNH (Carteira Nacional de Habilitação), onde o fenômeno vem sendo registrado desde desde 2015. O volume total em 2014 passava dos 3 milhões, mas, em 2017 recuou para 2,1 milhões.

O uso de transporte por aplicativo aliado a outras facilidades como o aluguel de automóveis podem explicar esta tendência. “Muita gente pensa no custo-benefício de ter um carro e, por tabela, de tirar a carteira de motorista”, diz Fernando Deotti, diretor de pesquisa automotiva da Ipsos. “Atualmente existem aplicativos que atendem a essa necessidade de deslocamento. O veículo não é tão necessário assim para certo feixe da população”, pontua.

Além dos apps, no últimos anos, a sociedade vem se preocupando com os modos ativos e coletivos de transporte, e cobra maior expansão, desde a malha cicloviária, até a rede de corredores de ônibus e transporte metroferroviário. Ainda que os sistemas de transportes carecem de melhorias, a expansão da malha acaba atraindo novos passageiros.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

Comente!

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Assuntos

Anúncios

Cadastre-se em nossa newsletter!