BRT

BRT, em Brasília, poderá ter ônibus exclusivo para mulheres

Um projeto de lei aprovado pelos deputados da Assembleia Legislativa do Distrito Federal, na última segunda, 13, prevê que, durante horários de pico, o BRT Sul, que liga a Rodoviária do Plano Piloto ao Park Way, Gama e Santa Maria, terá ônibus exclusivo para mulheres. O PL é de autoria do deputado Leandro Grass (Rede) e recebeu voto favorável de 13 parlamentares.

A aprovação não foi consenso. O deputado Daniel Donizet (PSL) considerou que a medida não resolverá o problema e dificultará o acesso dos demais usuários ao transporte. Lembrou também que colocaria as mulheres em situação de constrangimento, caso percam um carro exclusivo e tenham de entrar em outro, que teria um excesso de homens.

A argumentação recebeu o apoio do deputado Roosevelt Vilela (PSB): “A medida pode ter efeito contrário e expor mais as mulheres”. Eles votaram contra o PL. O projeto de lei segue agora para sanção do governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha.

Sobre o BRT

O Expresso DF teve sua inauguração em Junho de 2014. A obra fez parte do pacote de projetos de mobilidade para a Copa do Mundo FIFA de 2014.

Com 43 km, sendo 35 km em faixas exclusivas, o meio de transporte, também conhecido como BRT Sul ou Eixo Sul e liga de maneira expressa as regiões administrativas de Santa Maria e Gama a Brasília.

O sistema transporta em média 220 mil passageiros por dia e prometia reduzir o tempo de deslocamento entre as duas regiões e a Brasília de 90 minutos para 40 minutos.

Sobre o autor do post

Caio Lobo

Paulistano e Corinthiano, formado em Marketing porém dedicou sua experiência profissional, pós-graduação e MBA na área de Finanças. Temas relacionados à mobilidade urbana o fascinam, principalmente quando se fala de metrô.

Comente!

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Assuntos

Cadastre-se em nossa newsletter!