Metrô de São Paulo pode entrar em greve no dia 5 de fevereiro

O Metrô de São Paulo pode entrar em greve no próximo dia 5 de fevereiro de 2019, segundo decidiu o sindicato dos metroviários em assembleia na noite desta quinta-feira, 17 de janeiro. A categoria entrou em estado de greve.

A classe trabalhadora é contra a privatização e a terceirização das bilheteiras, e pede ainda a manutenção da periculosidade. O grupo disse ainda que o coordenador-geral do Sindicato, Alex Fernandes, foi punido e que o Metrô cerceou a liberdade do integrante.

Os trabalhadores devem se reunir no dia 4 de fevereiro para decidir se realmente a categoria cruzará os braços. Caso a paralisação se confirme, as linhas 1-Azul, 2-Verde, 3-Vermelha e 15-Prata serão afetadas.


Autor: Renato Lobo

Ler todos os posts

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

6 Comentários deste post

  1. Ah novidade né, tava demorando…………

    Rodrigo Santos / Responder
  2. Ano novo…. Velhos problemas.

    Gilberto Pereira / Responder
  3. Sou muito favoravel…. FAÇAM MAIS GREVES…. e quando a população ver a linha 4 e 5 funcionando eles vão pedir mais privatização. Sindicalista precisa perceber que não estamos mais nos anos 80 onde todo mundo apoiava.

    Maycon renan nonato de oliveira / Responder
  4. Tem mais é que fazer greve mesmo. O metrô é sistematicamente sucateado há anos pelo governo estadual. Se a populacao nao fosse tão tapada, ia apoiar a greve e lutar por algo que é nosso, e o psdb ta destruindo. Privatizar é f@&#r ainda mais. A gente nao paga só a passagem na linha amarela, nao. Eles recebem uma baita grana de subsídio todo més pago pelo governo do estado com nosso imposto. Fora que o governo que bancou a construcao – pra uma empresa privada agora lucrar.

    Tadeu / Responder
  5. Privatizar é o que há de melhor!!!! o/
    Pelo menos assim temos QUALIDADE no serviço prestado!!!!
    Greve é apenas uma micareta desses funcionários públicos, tão FDP qto os governantes do país!!!!

    Poderia privatizar tb os governos e a própria presidência, né… rs ?!

    Birinto / Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.