Pilastra do Monotrilho de Poços de Caldas passa por manutenção

Parado há mais de 15 anos, um dos pilares do monotrilho da cidade mineira de Poços de Caldas, passa por manutenção. Parte da estrutura foi isolada para reparos nesta semana. Os trabalhos são feitos pela empresa responsável pela construção do meio de transporte.

De acordo com a empresa, um componente presente na viga-trilho se desgastou com o tempo, fazendo com que a coluna cedesse alguns centímetros. A prefeitura analisa a possibilidade de reparos em outros trechos, dos 8 km da linha desativada.

A manutenção, porém, nada tem a ver com a retomada da operação. Não existe previsão de que o trem passe a transportar passageiros novamente.

Histórico

A construção do meio de transporte foi aprovada em 1981, mas apenas em 2000, oito dos 30 quilômetros previstos no projeto foram entregues.

No mesmo ano, um trem descarrilou e 19 pessoas tiveram que ser resgatadas pelo Corpo de Bombeiros. Já em 2003, duas pilastras caíram em um rio, e depois disso, o monotrilho nunca mais voltou a operar.

Moradores querem a demolição

Parte dos moradores da cidade pedem a demolição da estrutura, com um abaixo assinado na internet. Em 2014, o Ministério Público tentou fazer um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) entre a prefeitura e a empresa que administra o monotrilho pra resolver o impasse, mas o acordo não foi assinado e o processo está na Justiça.

Veja também: 8 fatos curiosos sobre o Monotrilho da Linha 15-Prata:


Autor: Renato Lobo

Ler todos os posts

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.