Trensurb

Trensurb quer novos motores e ar condicionado em trens da série 100

Os trens antigos que operam no sistema da Trensurb, em Porto Alegre, devem ser modernizados com novos motores de tração e ar condicionado. Foi assinado na semana passada um protocolo de intenção entre a operadora e a Rio Grande Energia para o projeto.

Um dos 24 trens da série 100 deve servir como protótipo para definir orçamento da modernização. A composição voltará a ativa em 2019. E então, a operadora poderá abrir uma licitação para contratar a empresa que irá fazer a troca dos motores.

A Trensurb espera economizar R$ 12 milhões por ano em energia, com os novos equipamentos acoplados aos trens, o que equivale a 30% do que será gasto em 2018, mesmo após a instalação dos aparelhos de ar-condicionado. “Hoje não há energia disponível. Os motores atuais (dos trens antigos) consomem quase toda energia”, afirma o diretor-presidente da Trensurb, David Borille.

Os trens série 100 foram fornecidos no ano de 1984 pela empresa Mitsui & Co. e foi produzido em conjunto pelas empresas japonês Nippon Sharyo, Hitachi e Kawasaki Heavy Industries. Cada composição tem a denominação de Trem Unidade Elétrico (TUE) constituído de quatro carros, sendo dois carros motores MA e MB, nas pontas e dois carros reboques RA e RB, no meio.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

Publicidade

Assuntos

Anúncios

Cadastre-se em nossa newsletter!