BRT

Após roda se soltar de ônibus no Rio, prefeitura e concessionária trocam farpas

Nesta segunda-feira, 1º, um ônibus do BRT Transoeste do Rio de Janeiro, teve sua roda solta em movimento. Segundo a concessionária, o incidente ocorreu entre as estações Pingo D’Água e Salvador Allende. Não houve feridos.

O BRT disse, em nota, que as más condições do pavimento, que é de responsabilidade da Prefeitura, comprometem o funcionamento do serviço e causam problemas mecânicos nos veículos.

“Os buracos comprometem equipamentos e mecânica dos articulados. Os problemas mecânicos mais recorrentes afetam as rodas, os pneus, a suspensão dos veículos, a caixa de marcha, o reservatório do óleo de motor e até monitores embarcados. Mas não é só isso. Os buracos, rachaduras, depressões e calombos comprometem a segurança do transporte e colocam em risco passageiros e rodoviários”, afirmou a concessionária.

Já a prefeitura do Rio de Janeiro, por sua vez,  informou que o Consórcio BRT foi autuado 234 vezes devido ao mau estado de conservação dos veículos, segundo informações do Diário do Transporte.

“A SMTR reforça que mantém monitoramento permanente, além de realizar ações de fiscalização frequentes para verificar as condições da frota e os serviços oferecidos à população. Somente este ano, o Consórcio BRT foi autuado 234 vezes devido ao mau estado de conservação dos veículos”, informou a Prefeitura, em nota.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

Publicidade

Assuntos

Anúncios