Trólebus

Ambiental restaura antigo trólebus no padrão dos anos 90

Entre os anos de 1996 e 2013, o passageiro da capital paulista contou com os trólebus de carroceria Marcopolo Torino GV. O modelo simbolizou uma das grandes épocas do sistema de ônibus elétricos de São Paulo, em um período pós extinção da CMTC, concluindo a concessão das empresas na cidade, entre elas a Eletrobus.

Foi nesta época que o sistema trólebus viveu um de seus auges, com cerca de 500 veículos rodando por todas as regiões da cidade, e planos de expansão que viriam a tona, mas que foram abandonados por troca de governos municipais.

Por falar em Eletrobus, a empresa que ganhou parte da concessão, operou 323 trólebus na garagem do Tatuapé, até meados do início dos anos 2000. Agora, em pleno 2018, a atual operadora Ambiental, contando com cerca de 200 trólebus, está restaurando um antigo modelo Torino GV, com suas cores originais.

eletrobus-ambiental3

A unidade foi comprada em um leilão feito pela SPTrans, e era usada como treinamento de seus motoristas.

A operada atendeu um pedido da equipe do Portal do Ônibus, site especializado em transportes que nos cedeu estas imagens, e do Movimento Respira São Paulo, que luta pela sobrevivência deste tipo de ônibus.

eletrobus-ambiental2

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

Publicidade

Assuntos

Cadastre-se em nossa newsletter!

Cadastre-se em nossa newsletter!