Mobilidade Urbana

Abaixo-assinado pede que candidatos anulem a proposta de aumentar as velocidades

Grupos ligados à mobilidade ativa organizaram um abaixo-assinado online pedindo que os três candidatos à prefeitura de São Paulo mais bem colocados nas ultimas pesquisas de intenção de voto, revejam suas posições sobre a revogação da diminuição das velocidades máximas nas marginais. A petição é direcionada a Celso Russomano, Marta Suplicy e João Dória.

A página trás dados do IML e da Secretaria de Segurança Pública do governo do Estado de São Paulo, onde compilados pela CET em seu Boletim Técnico 53 –, entre 2005 e 2009, 78% dos acidentes fatais foram causados por fatores humanos (relacionados exclusivamente ao comportamento do motorista ou do pedestre). Desse montante, 44% foram causados por excesso de velocidade.

O documento ainda aponta que informações da Associação Brasileira de Medicina no Tráfego (Abramet), que a cada 10 leitos das UTI’s, seis são ocupados por vítimas de acidentes de trânsito.

O texto contesta a informação de que algumas capitais reduziram as mortes sem as reduções de velocidade.
Algumas campanhas eleitorais têm informado que Campinas, Belo Horizonte e Porto Alegre reduziram seus acidentes sem a redução da velocidade em 2015. Entretanto, algumas dessas informações estão incompletas e mesmo equivocadas: em Campinas houve um crescimento de 20% de mortes por atropelamento (Fonte: Emdec/Campinas); em Porto Alegre, na verdade o número de acidentes de trânsito aumentou, em 11% (Fonte: EPTC/Porto Alegre) e em Belo Horizonte a soma dos acidentes na verdade teve queda de apenas 3,4% (Seds/Minas Gerais). Essas informações mostram que a redução de velocidade máxima nas vidas dessas cidades também é uma medida necessária”,
diz a publicação.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

Comente!

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Anúncios