Mobilidade Urbana

Ex-secretária americana defende estatização e prioridade ao ônibus

Uma das soluções para melhorias da mobilidade é a boa operação dos sistemas de ônibus, com medida simples e rápida. É o que defende a ex-secretária de Transportes da cidade de Nova Iorque, Janette Sadik-Khan. Para ela, o ônibus muitas vezes não recebe a atenção devida.

Ela integrou a equipe do prefeito Michael Bloomberg, e tocou projetos de ampliação de ciclovias, maiores espaços para pedestres, além faixas exclusivas de ônibus, que resultaram em diminuição de congestionamento.

Janette concedeu uma entrevista ao jornal Folha de São Paulo, e entre outros pontos, defendeu a priorização de semáforos ao transporte coletivo, além no rigor da fiscalização.

“Os ônibus merecem tapete vermelho, pois levam a maior parte dos passageiros em diversas cidades pelo mundo. Mas eles precisam ser mais rápidos e mais confortáveis. Em algumas regiões de Manhattan, era mais rápido andar a pé do que estar dentro de um ônibus. Adotamos o sistema de corredores de ônibus (BRT), que Curitiba criou e que se popularizou. Em Nova York, seria muito difícil fazer um corredor isolado em cada avenida, então espalhamos uma rede de câmeras que multa o carro que invade o espaço do ônibus. Nada mais educativo que uma multa. Também colocamos “transponders” (localizadores) nos ônibus e sincronizamos eles com os semáforos. Quando eles estão se aproximando de um cruzamento, o sinal verde se mantém por alguns segundos a mais para que o ônibus não precise esperar. Essa coordenação é fundamental.”, diz a ex-secretária.

Outra medida feita pela administração do ex-prefeito Bloomberg, na qual Janette participou, foi a estatização dos serviços de ônibus. “E a chave para o transporte público funcionar é coordenar os serviços. Não pode haver duplicidade e nem variação da qualidade de acordo com o interesse quem opera a linha. E claro que as empresas vão sempre querer as linhas que são mais lucrativas. Então [, no modelo privado,] o serviço pode não ser oferecido em áreas críticas na tentativa de maximizar o lucro. Isso não é eficiente, não é estratégico.”, conta.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

Comente!

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Anúncios