Mobilidade Urbana

OMS recomenda transporte público e bike contra a poluição

O uso demasiado de veículos movidos a combustíveis fósseis estão diretamente ligado a poluição do ar, sobretudo em centros urbanos mais pobres. É o que indica um relatório da Organização Mundial da Saúde – OMS, divulgado esta semana, que recomenda como alternativa, sistemas de transporte público, bicicleta além da garantia das viagens a pé.

A pesquisa faz um panorama das localidades com as piores concentrações de poluentes, nocivos à saúde. Países menos favorecidos do Oriente Médio e Sudeste Asiático estão entre as regiões onde o problema é mais grave.

Zabol, no Irã, é a cidade mais poluída do mundo, com o equivalente a 217 microgramas de PM 2,5 por metro cúbico de ar na média anual, seguida por Gwalior e Allahabad, ambas na Índia.

Brasil

No Brasil, considerado com em situação intermediária, o município de Santa Gertrudes, a cerca de 170 quilômetros da capital paulista, é o mais poluído. A Região Metropolitana de São Paulo é a sexta mais poluída do país, com 19 microgramas de PM 2,5 por metro cúbico. O estudo aponta também Cubatão e Rio Claro.

O Rio de Janeiro, aparece com 16 microgramas, e Curitiba, com 11. De 45 cidades Brasileiras pesquisadas, 40 têm condições consideradas inadequadas à vida humana, incluindo as citadas acima.

Riscos

O relatório da conta de que a poluição do ar está ligada a aumento de riscos de acidente vascular cerebral, doenças cardíacas, câncer de pulmão, além de doenças respiratórias crônicas e agudas.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

Comente!

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Anúncios