Internacional

Metrô de Santiago será movido por fontes solares e eólicas

O Governo do Chile anunciou nesta segunda-feira (23) que a partir de 2018, 60% da energia usada pelo Metrô de Santiago será fornecida por fontes solares ou eólicas.

Para o feito serão necessários investimentos de US$ 500 milhões, e a construção de uma usina fotovoltaica e outra eólica no Deserto do Atacama.

“Trata-se de um tremendo passo. Um passo em desenvolvimento empresarial, mas também de consciência e visão de futuro. É um serviço de vanguarda, e que nos orgulha pela capacidade de sermos pioneiros no mundo para oferecer a mais alta qualidade de transporte público em nosso país”, disse a presidente Michelle Bachelet.

Entre as envolvidas no projeto está uma empresa brasileira, a Latin America Power, que construirá o parque eólico de San Juan de Aceituno, e fornecerá 18% da energia usada pelo sistema.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

Comente!

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Anúncios