SPTrans

São Paulo registra queda de 28% em reclamações sobre ônibus

Das queixas registradas no transporte público da capital paulista no que diz respeito ao ônibus, veículos que não atendem a embarque e desembarque são as principais reclamações reportadas à São Paulo Transporte – SPTrans: 24%. As informações foram reveladas pelo jornal Folha de São Paulo.

No terceiro ano da atual administração, esta é a primeira vez em que intervalo excessivo não aparece no topo da lista. Em 2015, cerca de 17% dos passageiros que reclamaram do transporte, ficaram mais tempo que o habitual esperando pela condução.

Os dados ainda revelam queda no número de reclamações: cerca de 28%, na comparação de 2014 com o ano passado. A prefeitura de São Paulo comemora os índices, dizendo que são “fruto de um conjunto de ações que a atual gestão têm implantado com o objetivo de melhorar o sistema municipal”. Uma delas é a ampliação das faixas exclusivas para os ônibus, que de certa maneira, retirou os veículos dos congestionamentos que possuem as estruturas.

Segundo ainda os dados, a conduta inadequada do operador aparece com 14% do total. Depois, com 11%, está a condução do veículo de maneira perigosa. O sistema de ônibus da maior cidade Brasileira transportou em 2015, 2,9 bilhões de passageiros.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

Comente!

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Anúncios