Ciclista

Prefeitura de SP busca empresas para expandir bikes compartilhadas

A prefeitura de São Paulo desistiu de licitar o sistema público de compartilhamento de bicicletas, após publicar um comunicado para receber propostas de empresas, afim de estabelecer termos de cooperação. As informações são do Blog “A bicicleta da Cidade“, do jornal “Folha de São Paulo”.

A administração municipal havia aberto licitação para o serviço, mas em agosto o processo foi suspenso pelo Tribunal de Contas do Município, por uma solicitação do conselheiro Edson Simões. O conselheiro afirmou que não houve tempo habil para análise dos argumentos de uma representação enviada por uma empresa.

O autor da publicação, e cicloativista Daniel Guth, questionou a medida da prefeitura, alegando fragilidade na continuidade do serviço. “A fragilidade de não ter uma licitação pública do sistema certamente será testada, ainda, durante o processo eleitoral deste ano, através do interesse político dos programas de governo dos candidatos à Prefeitura de São Paulo. Caso haja o desejo pela descontinuidade das bicicletas compartilhadas em São Paulo, os termos de cooperação são instrumentos jurídicos de fácil implosão”, diz Guth em seu blog.

Atualmente a cidade possui dois serviços de empréstimos de bicicletas, em convênio entre a prefeitura e dois bancos. No entanto, as estações atendem apenas ao centro expandido e, em muitos pontos, a demanda de ciclistas é maior que a oferta de bicicletas.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

Comente!

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Anúncios