VLT

Estudo sobre continuidade do VLT de Cuiabá deve sair até março

O governador de Mato Grosso, Pedro Taques, disse que o estudo sobre o que foi feito até agora no VLT de Cuiabá e qual deve ser o valor da tarifa, bem como qual modelo de operação deve ser usado, deve sair até meados de março. A construção do modal está parada desde o fim de 2014.

“Não coloco R$ 1 no VLT sem saber o que ocorreu aqui”, disse o governador. Taques sinaliza que vá terminar a obra. “Eu não posso jogar fora R$ 1,066 bilhão que já foram gastos. Eu não posso pegar 40 vagões que estão parados em Várzea Grande e jogar fora”, afirmou. “Eu entendo que tem que terminar o VLT sim. Não podemos deixar essa cicatriz. Eu preciso colocar o dedo na ferida. O meu desejo é terminar o VLT”, disse.

Sobre o autor do post

Caio Lobo

Paulistano e Corinthiano, formado em Marketing porém dedicou sua experiência profissional, pós-graduação e MBA na área de Finanças. Temas relacionados à mobilidade urbana o fascinam, principalmente quando se fala de metrô.

Comente!

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Anúncios