Reportagens Especiais

Chile conta com sistema ferroviário de longo percurso

Na quinta e última postagem do especial “Via Trolebus no Chile” o foco é o transporte ferroviário de passageiros. Na contramão de outros países da América Latina, incluindo nosso Brasil, o Chile possuí serviços de trens de média e longa distância.

As linhas são administradas pela Empresa de los Ferrocarriles del Estado (EFE), e as composições elétricas podem chegar a velocidade de até 140 km/h. São divididos em “classe turística” e “classe preferente”. Por ano, são transportados mais de 10 milhões de passageiros em todo o país.

O fato da região ser atendida por trens não significa que todo o transporte de passageiros por pneus foi suprimido. Na verdade, o cenário que se mostrou no Chile, desmistificou a ideia de alguém que mora em São Paulo, e espera que uma promessa governamental na implantação de trens regionais, alterne por definitivo, a forma de deslocamentos dos Chilenos que vão da capital ao Sul, e vice versa.

A linha de ônibus rodoviário entre Santiago e Curico tem partidas no mesmo volume que a ligação entre São Paulo – Guarujá ou São Paulo – Praia Grande. Em períodos de festas, são registrados longos congestionamentos nas estradas que ligam as regiões.

A viagem de ônibus entre as duas regiões é mais vantajosa de ônibus do ponto de vista da tarifa. Mesmo assim, as passagens de trem são disputadas, por conta do conforto, rapidez e todo o charme de se viajar em um transporte sobre trilhos.

Metrotren

Operado pela chilena Central Railway, uma subsidiária da EFE, a linha cobre uma distância de 310 km, entre Santiago e da cidade de Linares, ligando 24 municípios localizados ao sul da capital.

Fabricados na década de 70, foram adquirido da Espanha. São do mesmo lote da série 2100 da CPTM
Fabricados na década de 70, foram adquirido da Espanha. São do mesmo lote da série 2100 da CPTM

A ferrovia possui conexão com Metro de Santiago na Estação Central, da Linha 1. A tarifa é cobrada por trecho.

Terrasur

Esta rota ferroviária é a mais longa do país, com cerca de 400 km de distância entre Santiago e Chillán. A linha possui 12 estações e foi inaugurada em 2001. Durante a noite a linha presta serviços até Temuco, com cerca de 670 km de distância de Santiago.

Trem de longa distância do Chile, que liga Santiago ao sul do país
Trem de longa distância do Chile, que liga Santiago ao sul do país

Biotrén

Não se trata de um trem de longa distância, mas um sistema metropolitano que atende a toda Região de Biobío, a segunda mais populosa do Chile, que fica a cerca de 450 km de Santiago, ao sul. A malha atende as cidades de Concepción, Talcahuano, Hualpén, San Pedro de la Paz, Chiguayante e Hualqui.

biobio2
Trem metropolitano que atende a região de Biobío

Foi inaugurado em 1999, é administrado por Fesub Concepción SA, subsidiária da EFE. Possui duas linhas com o total de 48 quilômetros de extensão. Os trens chegam a velocidade de até 90 Km/h. O intervalo das composições são de 18 minutos no horário de maior movimento.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

1 comentário

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  • TAMBEM SOU APAIXONADO PELOS TRENS,, POR INCRÍVEL QUE PAREÇA USAVA REGULARMENTE NO FINAL DOS ANOS 50 E 60. COMPANHIA PAULISTA BAURU BROTAS ITIRAPINA ARARAQUARA BARRETOS OU RIO CLARO LIMEIRA CAMPINAS JUNDIAI E SÃO PAULO SEM FALAR DA MARAVILHOSA SÃO PAULO RAILWAY PARA SANTOS . ESTAREI EM SANTIAGO NA SEMANA DO DIA 10 DE FEVEREIRO E GOSTARIA DE VISITAR A ERRAZURIZ NO VALE DO COLCHAGUA MAS IR DE TREM ATÉ SAN FERNANDO DEPOIS VOU DE TAXI, É POSSÍVEL, AGUARDO SEU CONSELHO, OBRIGADO,ABRAÇO.

Publicidade

Anúncios