SPTrans

SP estuda instalar 160 estações de transferência para ônibus

Foto: Fernando Pereira / SECOM

A prefeitura de São Paulo estuda um novo modelo de parada de ônibus visando a integração das linhas, afim de criar uma rede de conexão. As paradas ficariam próximas as esquinas. Os pontos podem ser identificados pelas letras A, B, C e D, além da instalação de demarcações nas calçadas para auxiliar os passageiros. O projeto prevê 160 pontos de conexão.

O conceito é seguir o padrão de conectividade do Metrô, onde as paradas terão nomes alusivos ao local, inclusive com a instalação de totens maiores com mapas e relações de linhas que atendem ao local.

As novas paradas seguem a tendência dos serviços de Bus Rapid Transit (BRT) e Bus Rapid Service (BRS), com exceção de que o pagamento da passagem e integração continuara sendo feito por meio do Bilhete Único.

O projeto vem em um momento em que a administração do prefeito Fernando Haddad licita o novo sistema de transporte, onde é previsto que 30% das 1 mil 387 linhas de ônibus na cidade sejam alteradas ou canceladas. A medida deve trazer maior agilidade ao transporte, mas também aumentar o número de baldeações por parte dos usuários, justificando a implantação das novas estações de transferência.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

Comente!

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Assuntos

Anúncios