Internacional

Metrô de Londres terá novo sistema de sinalização até 2023

A agência “Transport for London” (TFL), responsável por parte dos transportes em Londres anunciou a assinatura do contrato que vale 760 milhões de euros com a empresa Thales para modernização do sistema de sinalização dos trens em parte das linhas metroviárias, correspondendo a 40% dos ramais, que transportam cerca de 3 milhões de passageiros por dia.

Será instalado o CBTC (Controle de Trens Baseado em Comunicação), já neste ano, com previsão de conclusão para 2023, prevendo o aumento no fluxo de composições.

Entenda como funciona o CBTC

O novo contrato substitui outro que a TfL havia concedido a Bombardier em Junho de 2011. Este ultimo foi encerrado em dezembro de 2013, onde a agência estatal havia divulgado que “os trabalhos com a Bombardier não estavam progredindo”.

Trocar um sistema de sinalização que controla trens parece algo não tão fácil e simples de ser executado. No sistema metroviário de São Paulo, a instalação do CBTC já perdura desde 2008, com um certo clima de atrito entre a operadora e a empresa Alstom, responsável pela execução do trabalho.

O Metrô diz que a empresa não cumpre prazos, e a Alstom diz que “a responsabilidade pelo atraso na implantação do sistema está sendo discutida em processo de arbitragem” entre as empresas. O Prazo era para que em 2014, as linhas 1-Azul, 2-verde e 3-vermelha estariam operando com o novo sistema, porém até agora apenas a linha que liga a Vila Madalena à Vila Prudente possuí a funcionalidade nos finais de semana em caráter de teste. O metrô espera que o CBTC possa aumentar a capacidade de transporte em 20%.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

Comente!

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Anúncios