Brasil

Governo Federal anuncia bilionário plano de concessões

O Governo Federal anunciou um plano de concessões do setor de transportes onde são previstos R$ 198,4 bilhões em um horizonte de 20 anos, entre eles aeroportos, rodovias, ferrovias e portos. O anúncio foi feito nesta terça-feira (9) pela presidenta Dilma Rousseff, em solenidade no Palácio do Planalto.

Entre os projetos está a ferrovia Bioceânica, que ligará o oceano atlântico na costa brasileira até o pacifico, no Peru. O plano prevê R$ 40 bilhões o investimento no trecho de ferrovia brasileira em parceria com chineses e peruanos.

Já a respeito dos demais serviços, o plano prevê concessões para empresas privadas por um determinado período de tempo, levando em conta a menor tarifa. Para rodovias estão previstos R$ 66,1 bilhões. Ainda em 2015 serão feitos cinco leilões, num total de 2.603 quilômetros e de R$ 19,6 bilhões. As concessionárias deverão apresentar o menor valor para tarifa de pedágio e prever investimentos em melhorias (duplicação de pistas, terceira faixa, contornos urbanos, pontes e viadutos).

Sobre os aeroportos, o investimento da nova etapa será de R$ 8,5 bilhões, voltados para concessões de Porto Alegre, Salvador, Florianópolis e Fortaleza, além de sete regionais (Araras, Bragança Paulista, Itanhaém, Ubatuba, Campinas/Amarais, todos no estado de São Paulo; e Caldas Novas, em Goiás).

As concessões de ferrovias prevê investimentos de R$ 86,4 bilhões, onde uma parcela de R$ 12,7 bilhão vai para o projeto da Norte-Sul. Outros R$ 16,4 bilhões estão previstos para concessões já existentes. O governo espera uma ampliação de capacidade de tráfego, novos pátios, duplicações, construção de novos ramais, aumento de frota.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

Comente!

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Anúncios