Greve

Greve do Metrô: Justiça determina contingente mínimo

O Tribunal Regional do Trabalho determinou nesta quarta, 20, um contingente mínimo de funcionários que deverão permanecer em operação em caso de greve do Metrô de São Paulo. A categoria decidiu parar a partir da 0h da próxima quarta (27) caso não haja nova proposta salarial.

Caso a greve ocorra, entre 6h e 9h e 16h e 19h, 100% do efetivo deve estar trabalhando. Nos demais horários 70%. Caso a determinação não seja cumprida, há uma multa diária de R$ 100 mil.

Os funcionários da CPTM também decidiram em assembleia entrar em greve no mesmo dia porém a Justiça ainda não se pronunciou sobre a categoria.

Sobre o autor do post

Caio Lobo

Paulistano e Corinthiano, formado em Marketing porém dedicou sua experiência profissional, pós-graduação e MBA na área de Finanças. Temas relacionados à mobilidade urbana o fascinam, principalmente quando se fala de metrô.

Comente!

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Anúncios