Ciclista

Londres investe R$ 4 bilhões em infraestrutura para ciclistas

Cycle commuting stock

A prefeitura de Londres investe R$ 4 bilhões para melhorar a infraestrutura cicloviária da cidade, após um aumento de 10% no fluxo de ciclistas. O modal representa 16% dos deslocamentos na região central.

A informação é da coluna de José Roberto de Toledo, em uma publicação intitulada “Politica de uma roda só” do jornal O Estado de São Paulo. “Fora do Brasil, o transporte a pedal não é uma mesquinha questão partidária. É uma aquisição econômica” – diz o texto.

Segundo o conselho de transporte local, o número de ciclistas aumentou 70% em cinco anos e o crescimento expressivo do número de ciclistas é creditado, principalmente, aos 40km de ciclovias implantadas por toda a cidade. Ou seja, primeiro foi feito a ciclovia, depois vieram os ciclistas.

Londres é apenas um dos muitos exemplos que investem no modal individual não motorizado como parte das ações para melhorar a mobilidade urbana. Paris, Barcelona, Buenos Aires, Amsterdã e São Francisco são outros exemplos. Aqui, a prefeitura esta implantando 400 km de ciclovias, e espera que o número de pedalantes possa triplicar. Porém, enfrenta alguma resistência por uma parte da população que não enxerga o potencial do modal. Mas, convenhamos: não é possível que o mundo inteiro esteja errado…

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

Comente!

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Anúncios