Monotrilho

Ministério do Trabalho interdita içamento de vigas da Linha 17-Ouro

2wylfx2kaqyixwznqpsplh2cnApós um acidente que tirou a vida de um funcionário e feriu mais 2, a Superintendência Regional do Trabalho e Emprego de São Paulo interditou o serviço de içamento e ajuste das vigas da obra da Linha 17-Ouro do Metrô. Segundo o órgão, até que o consórcio responsável – formado pelas empresas Andrade Gutierrez, CR Almeida, Scomi Engineering e MPE Montagens e Projetos Especiais – e o Metrô assegurem que os operários não correm risco, o serviço deve permanecer interrompido.

Na segunda passada uma viga caiu matando um operário:

O Metrô disse ao “Blog do Sakamoto” que irá cobrar do consórcio responsável pela execução da obra o cumprimento dos termos estabelecidos em reunião realizada na Superintendência Regional do Trabalho. “As atividades de lançamento de vigas foram paralisadas imediatamente após o acidente, como forma de garantir agilidade e transparência no processo de apuração das causas do acidente e a segurança na continuação da obra”

Serão 18 km de extensão, ligando o bairro do Morumbi ao Jabaquara e ao Aeroporto de Congonhas. Estão previstas dezoito estações ao longo do trajeto, sendo quatro delas interligadas com outras linhas do Metrô e da CPTM.

Fonte: Metrô
Fonte: Metrô

A previsão é que o primeiro trecho ligando o Aeroporto até a estação Morumbi da CPTM seja entregue em 2015.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

Comente!

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Anúncios