EMTU Trólebus

EMTU desmente secretário sobre troca de trólebus por ônibus a bateria

A EMTU nos procurou pedindo um direito de resposta sobre a reportagem onde é mencionada uma possível substituição dos ônibus a diesel e trólebus do corredor metropolitano do ABD. De acordo com a EMTU, trata-se apenas de planos para a substituição dos veículos no corredor Diadema-Brooklin, e que o novo ônibus E-Bus ainda deve passar por uma bateria de testes para comprovar sua viabilidade:

“…não cogita a hipótese de retirar os trólebus do corredor ABD e substituí-los pelos ônibus a bateria. Este novo sistema de tração será utilizado, se aprovado nos testes e tiver uma redução significativa no preço das baterias que estão sendo monitoradas, apenas no trecho do corredor entre o Terminal Diadema e o Morumbi/Brooklin, onde não há rede elétrica e por onde trafegam somente ônibus a diesel. Por este motivo o secretário dos transportes metropolitanos , Jurandir Fernandes, destacou que serão retirados os ônibus a diesel e trocados por veículos a bateria ou a novas tecnologias. O Corredor metropolitano ABD entre São Mateus e Jabaquara continuará a operar com os trólebus e o projeto, com a repotencialização da rede elétrica, é possibilitar a troca de todos os veículos a diesel por trólebus mais modernos, seguros, confortáveis, não poluentes  e confiáveis” – informou a nota.

Nesta semana o secretário de transportes metropolitanos, Jurandir Fernandes, afirmou que dentro de 1 ano, deveriam começar a substituir a frota a diesel e os trólebus pelos elétricos a bateria, conforme reportagem do site G1.

e-bus

Já sobre os testes com ônibus a hidrogênio, eles continuam e três novos ônibus estão sendo montados no Brasil e devem começar a circular em meados do primeiro semestre do próximo ano, segundo a EMTU.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

Comente!

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Anúncios