Metrô SP

Governo do Estado divulga nome do consórcio que construirá Linha 6-Laranja

Atualizado às 17h09

Após analise dos documentos apresentados pelo consórcio Move São Paulo, formado pelas empresas Odebrecht Transport, Queiroz Galvão, UTC Participações e pelo fundo de investimentos Eco Realty, liderado pela Odebrecht, e a confirmação que estavam de acordo, o governo anunciou nesta quarta a vencedora da licitação da Linha 6-Laranja, que o próprio consórcio mencionado acima, já que este foi o único participante. O contrato é de 25 anos e o custo total é de R$ 9,6 bilhões.

A informação já havia sido passada pelo secretário de Transportes Metropolitanos, Jurandir Fernandes, durante a cerimônia de abertura da 16ª edição da Feira Negócios nos Trilhos, nesta terça-feira (05/11).

De acordo com Jurandir, a previsão é que o contrato seja assinado em 45 dias. Após a assinatura do contrato será iniciado os processos de desapropriações e as obras da linha previstas para iniciar em março, e serem concluídas em 2020. “A empresa poderá entregar o projeto por trecho. A expectativa é que o primeiro entre a Brasilândia (zona norte) e Água Branca (zona oeste) fique pronto em quatro anos”, disse o secretário.

O consórcio Move São Paulo divulgou uma nota dizendo que “Vamos oferecer transporte com agilidade, conforto e segurança para milhares de passageiros.”

Sobre as fases seguintes, a oeste rumo a rodovia dos bandeirantes e a leste, em direção a Cidade Líder, sem dar prazos o secretário afirmou que o consórcio pode executar estas etapas.
Linha 6-Laranja teria três ligações com outros ramais

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

Comente!

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Anúncios