SPTrans

MP deve apurar mudanças e extinções de 54 linhas feitas pela SPTrans

A São Paulo Transportes (SPTrans) vem promovendo algumas mudanças nas linhas de ônibus da capital paulista. O número não é pequeno: neste ano ao todo foram 54 que deixaram de existir, além das linhas encurtadas.

A alegação é o uso mais racional das linhas, e a redistribuição da frota, além do aumento da velocidade do sistema e que pode reduzir custos para o passageiro no futuro.

No entanto, alguns passageiros não gostaram da iniciativa, e reclamam por ter de mudar o trajeto, muitas vezes feito a anos. Por exemplo: A Linha 513L que ia do Terminal Sacomã até a Penha, agora só vai até o Belém. O passageiro tinha a décadas como opção a ligação direta entre a Vila Livieiro até o bairro da Penha, com a antiga numeração 442A. Anos atrás a linha foi encurtada, ganhando a nova numeração, e passou a ter seu ponto inicial no Sacomâ. Agora o usuário tem que desembarcar na Avenida Celso Garcia, e usar outro ônibus para ir zona leste a dentro.

A SPTrans diz que o período é de transição para o passageiro se acostumar. Mas o Ministério Público de São Paulo já foi informado por passageiros e deve verificar os efeitos das medidas.

Se por um lado, as ações forçam o passageiro a pegar mais de um ônibus, por outro, neste caso mencionado acima, é menos uma linha que engrossava a fila de coletivos da Avenida Celso Garcia.
372

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

Comente!

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Anúncios