Duas semanas após descarrilamento, parte da frota da Linha 3 do metrô permanece retida

Imagem de William Molina

Imagem de William Molina

Duas semanas após um descarrilamento de uma composição próxima a estação Palmeiras-Barra Funda, da linha 3-Vermelha do Metrô de São Paulo, toda a frota K, na qual pertence o trem que saiu dos trilhos (K07), permanece fora de operação.

Antes do incidente, rodavam 6 composições desta série. Trata-se de um lote de trens recém reformados, que antes pertenciam a frota C (Cobrasma). Outras 6 composições estão em testes nos pátios da companhia e aguardam liberação para entrar em operação.

descarrilamento_metro_eduardo_knapp_folhapress

Para tapar o buraco no carrossel da operação na linha mais movimentada do sistema, o Metrô realocou outros trens. Inicialmente a Frota A (Trens antigos da Linha 1) socorreram o ramal vermelho. Posteriormente a empresa os trocou por outros trens da frota H (Trens novos da empresa CAF) que também rodavam da linha azul.

Ao mesmo tempo, de acordo com informações vindas de fóruns de discussão, os trens da frota J (Trens reformados pela Bombardier) também estão retidos, porem não se sabe o motivo. São dois trens ao todo.


Autor: Renato Lobo

Ler todos os posts

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.