CPTM prepara trens para volta da extensão operacional da Linha 8-Diamante

A CPTM prepara a retomada da extensão operacional da Linha 8-Diamente entre as estações Itapevi e Amador Bueno. Na verdade a entrega esta atrasada, já que a companhia havia prometido entrega-la no ano passado.

Os trens que atendiam o trecho foram fabricados na década de 1950, e serão substituídos por composições da série 5000, que haviam sido baixadas, e agora retornam a ativa com o novo padrão da CPTM. A reforma faz parte do Plano de Expansão dos Trens Metropolitanos, e tem orçamento de R$ 66,8 milhões para troca dos trilhos e da rede aérea. “São obras pesadas e complexas. Precisamos criar novas estações e novo sistema viário. Teremos mais 8 km de extensão e mais três estações”, explicou o governador Geraldo Alckmin.

Imagem gentilmente cedida por "MHTM"

Imagem gentilmente cedida por “MHTM

Estima-se que pelo menos 5 mil passageiros são transportados todos os dias neste trecho ( Itapevi – Amador Bueno ), segundo a CPTM.

O trecho conta com quatro “paradas”: Santa Rita, Cimenrita, Ambuitá e Amador Bueno. Uma das mais antigas e mais utilizadas, a estação de Amador Bueno foi construída em 1922. O pequeno prédio de madeira recebeu o nome de Fernão Dias. A partir de 1933, passou a chamar-se Amador Bueno.

Ambuitá teve a conclusão de sua obra em 1949 com o nome de Parada Iracema. Rebatizada em 1952 com o atual nome, fica ao lado da passagem de nível que liga Itapevi à vila de Ambuitá.

Em homenagem à fábrica de cimento localizada próxima, em 1959, a estação teve como primeiro nome Desvio Cimenrita, passando a se chamar Cimenrita somente em 1965, após a falência da fábrica.

Com o nome Santa Rita desde a construção do primeiro prédio em 1975, relacionando a identificação do bairro, a mais nova das quatro, assim como Ambuitá e Cimenrita teve sua construção alterada em 1985, com exceção de Amador Bueno está no prédio atual desde 1938.


Autor: Renato Lobo

Ler todos os posts

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.