VLT

VLT do Rio deve gerar economia de R$ 410 milhões por ano

Estudos indicam que o futuro VLT da cidade do Rio de Janeiro deve gerar uma economia de aproximadamente R$ 410 milhões à população e aos cofres públicos.

O sistema de bondes deve começar a operar em 2016, ano que a cidade sediará os Jogos Olímpicos. Os números são resultado de um cálculo financeiro que leva em conta o tempo de deslocamento nos transportes público e individual, o gasto com combustíveis, as emissões de carbono dos veículos que deixarão de circular na região, a redução do número de acidentes de trânsito e até mesmo gastos com a saúde da população
Orçado em R$ 1,15 bilhão, O VLT carioca terá 30 km de extensão e 42 estações. integrando pontos como Rodoviária Novo Rio, o Aeroporto Santos Dumont, a estação de passageiros do Porto do Rio e a estação das Barcas na Praça XV. A concorrência está marcada para o próximo dia 29.

As duas primeiras linhas, que circularão pela Zona Portuária, deverão ser entregues em 2015. As demais para o ano seguinte.

Por Caio Lobo

Sobre o autor do post

Caio Lobo

Paulistano e Corinthiano, formado em Marketing porém dedicou sua experiência profissional, pós-graduação e MBA na área de Finanças. Temas relacionados à mobilidade urbana o fascinam, principalmente quando se fala de metrô.

Comente!

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Assuntos

Anúncios