SPTrans

SPTrans quer aumentar fluídez dos ônibus em 20% com sensores que detectam fases dos semáforos

A SPTrans recentemente divulgou um novo projeto que pode aumentar a velocidade comercial dos ônibus na capital Paulista, que diga-se de passagem não é aquelas coisas: Só para se ter uma ideia, nos três últimos anos, a velocidade no pico da noite ficou estagnada em apenas 15 km/h. Na parte da manhã, houve piora na velocidade média entre 2010 e 2011: passou de 17 km/h para 16 km/h.

Segundo o projeto, seria firmado uma parceria com uma fabricante de ônibus para implantar um sistema que pode aumentar em até 20% a velocidade média dos coletivos. O novo programa, que foi desenvolvido na Suécia, permite a coordenação de sensores instalados nos semáforos da cidade com informações via satélite.

Portanto, quando o ônibus para no ponto, o sistema calcula se o coletivo irá ou não pegar os próximos semáforos fechados. No caso do semáforo fechado, o motorista é orientado a esperar um pouco, permitindo que mais passageiros embarquem naquela estação.

Técnicas semelhantes já são usadas em outras cidades do mundo, como por exemplo em Curitiba, onde o coletivo tem prioridade no semáforo, nada mais justo não, visto que o ônibus carrega mais pessoas que o carro, ao contrário deste projeto de São Paulo onde o coletivo que se adpta ao farol.

Por Renato Lobo

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

Comente!

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Anúncios