EMTU

“Nem que a vaca tussa” diz prefeito eleito de Diadema sobre fim da integração gratuíta nos terminais metropolitanos

Passada as eleições municipais, passageiros que utilizam os trólebus do corredor Metropolitano do ABD voltam com a preocupação do fim da integração gratuita nos terminais de Diadema. Mas se depender do prefeito eleito da cidade, Lauro Michels (PV) a integração nos terminais Diadema e Piraporinha continua grátis:

“Se for necessário, nós vamos para a pista de trólebus, vamos parar o transporte. Vamos fazer o que for necessário. Isso eu garanto para o povo de Diadema. O povo não vai pagar 1 real lá dentro nem que a vaca tussa. Nós vamos fazer o possível e a Prefeitura vai arcar com esse gasto junto ao Governo do Estado”, diz Michels.

A EMTU alegou que a integração causa desequilíbrio financeiro ao sistema e propôs a cobrança de R$ 1,00 na ida e mais R$ 1,00 na volta para a transferência. Segundo a empresa o prejuízo mensal chega a R$ 3,5 milhões.

Nada se fala do terminal São Mateus, que também já possui bloqueios entre os dois sistemas.

Por Renato Lobo

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

Comente!

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Anúncios