CPTM

CPTM diz que mudanças na Linha 10 – Turquesa foram para “benefícios à coletividade”

A Companhia Paulista de Trens Metropolitanos divulgou uma nota em seu site oficial explicando, mais uma vez, as mudanças ocorridas na Linha 10 – Turquesa, que agora liga o Brás até o município de Rio Grande da Serra. A mudança do terminal da linha da Estação Luz para o Brás tem gerado polêmica e até protesto por parte dos usuários que se sentem prejudicados.

Para a empresa cerca de 20 mil pessoas terão que se adaptar as mudanças, em contra partida mais de 1 milhão de passageiros foram beneficiados.

A Companhia explica que antes da mudança da Linha 10 para a estação Brás, as três linhas [7, 10 e 11] estavam concentradas no mesmo local e as quatro plataformas existentes eram divididas da seguinte forma: uma atendia o embarque e desembarque da Linha 7, outra o embarque e desembarque da Linha 10 e o Expresso Leste, que transporta o maior número de usuários, era o único que operava com duas plataformas distintas para embarque e desembarque. Entretanto, houve significativo crescimento na demanda de usuários com a integração da Linha 4-Amarela de metrô àquela estação. A circulação no interior da estação ficava comprometida, criando situações de conflito nos momentos de embarque e desembarque, nos horários de pico.

A CPTM diz também que o usuário foi ouvido em pesquisa (que a própria empresa fez), a qual revelou que 56% avaliaram as mudanças de forma positiva e consideram os serviços prestados ótimo ou bom no geral.

Por Renato Lobo

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

Comente!

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Anúncios