Ciclista CPTM

Ciclovia Rio Pinheiros completa 1 ano com uma certeza: SP precisa de mais!

A Ciclovia Rio Pinheiros, que vai da Estação Vila Olímpia da Linha 9-Esmeralda da CPTM, até av. Miguel Yunes, próximo da estação Jurubatuba, ao longo de 14 km, está completando um ano. Cerca de 200 mil ciclistas utilizaram a via, considerada uma das mais seguras da cidade.



O maior movimento na ciclovia é aos fins de semana, quando o uso é mais voltado para o lazer de famílias ou de grupos de amigos, especialmente no domingo, dia em que a utilização alcança mais de dois mil ciclistas.





Poucas ciclovias em São Paulo


O número de viagens feitas por bicicleta na região metropolitana de São Paulo dobrou nos últimos 10 anos. Atualmente, estima-se que sejam 345 mil por dia. Ainda assim, 67% das famílias não possuem bicicleta. As informações são do “Jornal da Tarde.” Aproximadamente 70% das viagens são para o ciclista ir ao trabalho. Enquanto para a escola, o índice é de apenas 12%. No entanto, este aumento nas viagens, não empolga a capital. A extensão das ciclovias é de 23,5 quilômetros. Em Berlim e Bogotá, há 625 quilômetros e 300 quilômetros, respectivamente.
Apesar do crescimento substancial do uso da bicicleta na cidade de São Paulo, as ciclovias não se desenvolvem no mesmo ritmo. Os ciclista têm de buscar seu espaço em meio aos carros, correndo riscos. “O aumento do número de viagens de bicicletas na região metropolitana foi de 88% de 1997 a 2007. Você, como morador de São Paulo sabe da dificuldade de espaço que a gente tem no nosso sistema viário de maneira geral. Os ciclistas batalham para conseguir lugar para eles”, admite a coordenadora do Departamento de Planejamento Cicloviário da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), Maria Ermelina Malatesta.


Contrariando as justificativas das autoridades, Eric Ferreira, ex-diretor da organização não governamental (ONG) The Institute for Transportation and Development Policy (ITDP) e elaborador de um plano cicloviário para a cidade de São Paulo em 2006 – que não foi colocado em prática – afirma que as poucas vias destinadas às bicicletas na cidade são resultado de uma má administração dos espaços e da submissão da política municipal à supremacia dos carros.  Para ele, por exemplo, o lugar utilizado pelos carros estacionados nas ruas, mesmo nas áreas mais movimentadas da cidade, poderia ser utilizado como faixa de ciclistas ou de ônibus. 
Radial Leste também têm ciclovia
A Ciclovia Caminho Verde, paralela à Linha 3-Vermelha, na Radial Leste, tem 12,2km de extensão, entre as estações Corinthians-Itaquera e Tatuapé. Entretanto carece de acessos principalmente na região do Tatuapé. Problemas também com a segurança na ciclovia, no trecho próximo ao Viaduto Conselheiro Carrão e Metrô Penha, principalmente à noite.


Fonte: Agência Brasil | CPTM


Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

Comente!

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Assuntos

Anúncios

Cadastre-se em nossa newsletter!