VLTs começam a subsituir Metrô de Teresina em 2018

O Governo do Piauí assinou contrato par a compra dos 3 primeiros VLTs (de 6) que substituirão os atuais trens do Metrô de Teresina. A mudança de modal deve ocorrer até junho de 2018. Os trens antigos devem ser envolvidos em um novo projeto, que prevê o transporte da capital até o município de Altos.

O secretário estadual de Transportes, Guilhermano Pires, explicou que além da compra das três composições, será feita a reforma dos trilhos atuais e de algumas estações. Depois será conduzida uma segunda etapa, com mais três VLTs, a duplicação dos trilhos, a construção de mais quatro estações e uma ponte sobre o rio Poti, além de um centro de controle de operações.

“Quando todo o sistema estiver funcionando, nós teremos trens indo e voltando no intervalo de mais ou menos 10 minutos entre um trem e outro”, disse o secretário.

A previsão é que o primeiro VLT chegue em março e os outros 2 entre maio e junho. Após a reforma da linha, os trens poderão circular a 70 km/h.

“É a maior obra de mobilidade urbana que já foi realizada no estado, mas acredito que também seja a maior obra de alcance social”, reforçou o secretário, que destaca a melhoria do transporte público como um todo. A estimativa dele é que toda a obra leve dois a três anos para ser concluída.


Autor: Caio Lobo

Ler todos os posts

Paulistano e Corinthiano, formado em Marketing porém dedicou sua experiência profissional, pós-graduação e MBA na área de Finanças. Temas relacionados à mobilidade urbana o fascinam, principalmente quando se fala de metrô.

2 Comentários deste post

  1. Alguém aqui more nesse estado? Isso ai que estão fazendo compensa?

    Rodrigo Santos / Responder
    • Moro em São Raimundo Nonato-PI, sou de São Paulo e conheço Teresina. É uma região urbana que tem problemas com transporte como qualquer outra no país.

      Allan Veloso / (em resposta a Rodrigo Santos) Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*