Ruas do centro serão exclusivas para ônibus, táxis e bicicletas no dia 22/09

Secretaria de Mobilidade e Transportes promove, de 18 a 25 de setembro, a Semana da Mobilidade 2017. O evento este ano tem como objetivo propiciar uma reflexão entre o poder público e sociedade civil sobre as formas de se deslocar em São Paulo, repensando os deslocamentos no dia a dia e a importância dos modais serem compartilhados.

Neste propósito e como parte da programação, no dia 22 de setembro (sexta-feira) das 6h às 20h, teremos o Dia Mundial Sem Carro, data celebrada em cidades do mundo todo. Pela primeira vez, este ano, São Paulo terá vias fechadas para a passagem de automóveis e motos.

A restrição irá abranger a Rua Boa Vista, Ladeira Porto Geral, Rua Florêncio de Abreu, Rua Líbero Badaró e Viaduto do Chá, na região central de São Paulo. O objetivo é incentivar nessa data o deslocamento a pé, por transporte coletivo ou por bicicleta.

Bloqueios

•             Praça da Sé com Rua Venceslau Brás

•             Praça da Sé com Rua Floriano Peixoto

•             Rua Coronel Xavier de Toledo com Viaduto do Chá

•             Rua Florêncio de Abreu com Ladeira da Constituição

Utilize o Transporte Coletivo

Linhas que atendem a Praça da Sé sentido Praça Ramos de Azevedo:

  • 2002/10-  Terminal Bandeira
  • 408A/10 –  Cardoso de Almeira
  • 4112/10 –  Praça da República
  • 4113/10 –  Praça da República
  • 908T/10 – Butantã
  • 8615/10 – Pq. Da Lapa
  • 930P/10 – Term. Pinheiros
  • 508L/10 – Aclimação

Linhas que atendem a Rua Xavier de Toledo sentido Praça da Sé:

  • 702U/10 – Term. Pq. D. Pedro II
  • 8615/10 – Term. Pq. D. Pedro II
  • 702C/10 – Metrô Belém
  • 7411/10 – Pça. Da Sé

 

Rede Metroviária:

Estações no entorno:

  • Sé –  Linhas 1-Azul e 3-Vermelha
  • São Bento –  Linha 1 -Azul
  • Anhangabaú – Linha 3- Vermelha
  • Republica – Linha 3-Vermelha e 4-Amarela

Autor: Caio Lobo

Ler todos os posts

Paulistano e Corinthiano, formado em Marketing porém dedicou sua experiência profissional, pós-graduação e MBA na área de Finanças. Temas relacionados à mobilidade urbana o fascinam, principalmente quando se fala de metrô.

1 Comentários deste post

  1. A ideia é interessante mas este “Centro sem carro” é apenas para dizer que fechou o centro para os carros numa atitude em prol do transporte público pois na realidade nestas ruas o tráfego de carros particulares não é nada significativa. Assim é fácil. Quem vai acabar perdendo mais nesta história serão os carros de aplicativo, pois devem ser considerados como “carros particulares” e não poderão adentrar as áreas, somente os táxis.

    Seria uma iniciativa mais provocativa e simbólica se o perímetro fechado aos carros fosse, pelo menos, a partir da Praça da República, Av. São Luís (cruzando com a Av. Ipiranga), Rua Cel. Xavier de Toledo, Praça Ramos de Azevedo, Rua Conselheiro Crispiniano, Av. São João até chegar a Praça da República novamente. Podendo também abranger essa parte passando pelo Viaduto do Chá e contornando a Praça da Sé para o prédio da Prefeitura sair na foto, como é o que parece.

    O.Juliano / Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*