Linha 4 terá embarque gratuito por 8 dias

O Metrô Rio vai oferecer a partir do próximo sábado, 8, até o domingo da outra semana, 16, passagem gratuita a todos os usuários que embarcarem em qualquer uma das 5 estações da linha 4: Nossa Senhora da Paz, Jardim de Alah, Antero de Quental, São Conrado e Jardim Oceânico.

 

O objetivo do projeto “Quem prova aprova” é que as pessoas experimentem viajar pela linha 4 já conectando com a linha 1 sem baldeação em Ipanema.

 

“Acreditamos que este seja o grande momento para apresentar a Linha 4 a todos os cariocas e a quem está visitando a cidade. Fizemos a ligação direta da Barra com a Zona Sul, Centro e Zona Norte, diminuímos o tempo de viagem e o intervalo entre os trens. Quem experimentar a viagem vai aprovar”, afirma o presidente do MetrôRio, Guilherme Ramalho.

 

A gratuidade só serve para as 5 estações da linha 4. Caso o usuário desembarque em outra estação da linha 1 e 2, e tenha que voltar pela mesma que saiu, terá que pagar.

 

Na estação Jardim Oceânico, quem for usar o BRT só paga a tarifa do modal.


Autor: Caio Lobo

Ler todos os posts

Paulistano e Corinthiano, formado em Marketing porém dedicou sua experiência profissional, pós-graduação e MBA na área de Finanças. Temas relacionados à mobilidade urbana o fascinam, principalmente quando se fala de metrô.

4 Comentários deste post

  1. Muito diferente do Metrô Bahia que operou por 1 ano sem cobrar passagem indiferente da estação de entrada…..Metrô Bahia eficiência em gestão.

    Brunno / Responder
    • Volte a ler o texto e aprenda a interpretar o que está sendo proposto.Bahia eficiência em gestão? kkkkkk!!!! só quem não conhece.

      MARCELOOLIVEIRA / (em resposta a Brunno) Responder
      • O metrô de Salvador é ruim? Conheço pessoas que moram em Salvador que usa diariamente e é só elogios . . .

        E detalhe: é a mesma concessionária da Linha 4, com o mesmo modelo de gestão.

  2. A diferença, ao que me parece, é que o metrô de Salvador não tem muita demanda e precisa atrair passageiros para que o negócio dê certo, por isso um tempo tão longo com gratuidade e pode ser que isso já estivesse previsto no contrato de concessão.

    Danilo / Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*