VLT

MP quer suspensão de licenças de obras do VLT em Santos

O Ministério Público solicitou à Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (CETESB) a suspensão das licenças ambientais de obras da segunda fase do Veículo Leve Sobre Trilhos – VLT em Santos.

Há suspeitas de irregularidades que constam no projeto, de acordo com o G1. O Ministério Público, por meio do Grupo de Atuação Especial de Defesa do Meio Ambiente (GAEMA), e as Associações de Moradores apontam os seguintes problemas: realocação de postes de energia, mudanças no projeto sem estudo prévio, problemas de drenagem e indefinições das estações de embarque e desembarque.

A Cetesb, por sua vez, informou ao jornal que os novos trechos da Licença de Instalação (LI) das obras somente serão liberados depois que o empreendedor assegurar os detalhes dos projetos executivos, além de comunicar aos moradores de cada uma das áreas afetadas.

Já a EMTU diz que “as tratativas entre a EMTU, Cetesb e MP seguem para que as obras sigam com as contribuições e melhorias possíveis”.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

Comente!

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Anúncios