Ônibus

Curitiba pode ganhar uma frota de 140 ônibus elétricos

Uma comitiva de técnicos da Agência Francesa de Desenvolvimento (AFD) iniciaram análises de uma nova parceria com a cidade de Curitiba para o financiamento de ônibus elétricos, infraestrutura de carregamento para a eletromobilidade e a diversificação de modais com emissão de baixo carbono.

Há a expetativa de que a cidade receba um financiamento de US$ 50 milhões para a compra de 140 veículos elétricos. “Caminhamos para uma transição do modelo de transporte. Uma requalificação que envolve a nova infraestrutura do Inter 2 e do Ligeirão Leste-Oeste com a mudança de matriz energética dos veículos e o fortalecimento da intermodalidade”, afirmou o presidente do Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (Ippuc), Luiz Fernando Jamur.

Em reunião no Ippuc, a equipe da AFD conheceu os projetos de transporte e planos definidos pela capital paranaense e apresentou modelos de sistemas de eletromobilidade financiados pela agência e entidades parceiras, com destaque para o Electribus de Bogotá.

“Durante vários anos nossos parceiros pediam para financiar a canaleta de transporte, a infraestrutura viária. Com o passar do tempo, começamos a financiar o sistema integrado com os diversos componentes do transporte urbano”, explicou o chefe adjunto da Divisão de Mobilidade e Transporte AFD (Paris), Stéphanne Carcas.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

Comente!

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Anúncios