Foto: Renato Lobo | Via Trolebus
Mobilidade Urbana

Baldy pede demissão da secretária dos transportes metropolitanos

Informação divulgada por diversos portais de notícias dá conta de que o secretário dos Transportes Metropolitanos, Alexandre Baldy, pediu demissão do cargo. Ele deve concorrer a uma vaga no senado por seu estado de Goiás.
Quem deve assumir a cadeira é o secretário executivo Paulo Gali.

Baldy exerceu, além do comando da secretária que cuida o Metrô e a CPTM, o cargo de ministro das cidades do governo de Michel Temer. Foi ainda secretário de Indústria e Comércio do Governo de Goiás, de 2011 a 2013 e eleito Deputado Federal por Goiás em 2014.

Em seu comando pela secretária, Baldy retomou obras que estavam paralisadas, como a Linha 2-Verde do Metrô, Linha 6-Laranja e o monotrilho da Linha 17-Ouro. Também em sua gestão, o projeto de Metrô no ABC, por meio de um monotrilho com a nomenclatura 18-Bronze, acabou enterrado, cedendo lugar a um corredor de ônibus.

Nota oficial:

“O Governador João Doria aceitou nesta segunda-feira (18) o pedido de desligamento do Secretário de Transportes Metropolitanos, Alexandre Baldy. Ele deixa o cargo no Governo de São Paulo para iniciar sua pré-campanha ao Senado pelo estado de Goiás. Paulo Galli, que até então era Secretário Executivo da pasta, assume interinamente a Secretaria de Transportes Metropolitanos.

“Alexandre Baldy foi competente, dedicado e inovador à frente da Secretaria de Transportes Metropolitanos. Deixa amigos e um grande legado com sua atuação”, afirmou Doria.

João Doria agradeceu a Baldy pelos serviços prestados desde o início desta gestão, em janeiro de 2019. Alexandre Baldy teve como uma de suas prioridades destravar obras paralisadas e, durante sua gestão, o Governo de São Paulo ultrapassou a marca de 100 quilômetros de Metrô e entregou modernos trens para a Linha 10-Turquesa.

Com Baldy à frente da STM, a pasta retomou as obras da Linha 6-Laranja, maior obra de infraestrutura da América Latina e que estava parada há quatro anos; e pela primeira vez na história do Metrô, iniciou e vai concluir uma estação na mesma gestão: a estação Jardim Colonial, que será entregue nos próximos dias. Também finalizou a então abandonada Estação Bruno Covas/Mendes/Vila Natal na Linha 9-Esmeralda; retomou e entregou a Estação Francisco Morato na Linha 7-Rubi; e retomou as obras das Estações da Linha 15-Prata, sendo quatro delas entregues no primeiro ano de gestão: Jardim Planalto, Sapopemba, Fazenda da Juta e São Mateus.

“Gratidão por terem confiado em minha pessoa e conseguirmos entregar dignidade e respeito a milhões de trabalhadores que, diariamente, gastam tempo de suas vidas dentro da estrutura da STM. Foi em meio a minha gestão que passamos por um dos maiores desafios da humanidade, vencendo dia a dia na luta contra o coronavírus, sempre tomando atitudes pioneiras e copiadas dos demais sistemas de transportes sobre trilhos do mundo todo”, destacou Baldy em carta enviada ao Governador João Doria e ao Vice-Governador Rodrigo Garcia”.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

1 comentário

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  • É a única escapatória dele, uma vez que é investigado pela PF e já foi preso (sendo solto pelo Gilmar Mendes), agora ele só conseguirá escapar da cadeia caso tenha foro privilegiado.
    Só espero que o povo de Goiás não eleja este cidadão.

Publicidade

Anúncios