Estações com plataformas lotadas | Foto: Rodrigo @rodrigoluiz23_
Mobilidade Urbana

Paulistano gasta cerca de 1h42 em média por dia no transporte coletivo, diz pesquisa

A pesquisa Viver em São Paulo, feita pela Rede Nossa São Paulo, ouviu 800 moradores da cidade de São Paulo com 16 anos ou mais. As entrevista foram realizadas entre os dias 10 a 26 de agosto de 2021, a partir de coletas face a face e online.

Os dados apontam que o tempo gasto em tempo médio no transporte coletivo, considerando o deslocamento de ida e volta para a realização da atividade principal diária, foi de 1h42 em 2021, sendo 14 minutos a menos que em 2020. Já quem se desloca de carro, foi de 1h24, cinco minutos a menos que no ano passado.

As regiões Norte e Sul concentram os maiores tempos médio de deslocamento para a realização da atividade
principal -ainda que esta última tenha apresentado queda na comparação com 2020, enquanto o menor tempo de deslocamento é identificado na região Central, onde também se observa o maior recuo em relação ao ano passado“, diz trecho do documento:

  • Zona Norte: 1h32;
  • Zona Sul: 1h30;
  • Zona Oeste: 1h20;
  • Zona Leste: 1h20;
  • Centro: 0h58.
Foto: Renato Lobo | Via Trolebus

Menos uso do ônibus

Apesar da redução do uso de ônibus de São Paulo entre 2019 e 2020 por conta da pandemia, o meio de locomoção segue como o meio de transporte utilizado com maior frequência pelos paulistanos. Em 2021 foram 32% contra 35% em 2020. O uso do carro caiu apenas um ponto percentual, de 25 para 24%. Já o metrô subiu entre 2020 e 2021, de 8% para 9%.

A principal queixa do passageiro, segundo a pesquisa, é lotação (31%), seguido pelo preço da tarifa (18%) e em terceiro, a frequência do ônibus (12%). Nas regiões Leste e Sul a lotação é considerada o principal problema a ser resolvido em relação aos ônibus municipais, já nas regiões Norte, Oeste e Centro divide o topo da lista com o preço da tarifa.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

comentários

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  • Bom dia Sr. Renato e amigos presentes
    01:20 de tempo para as linhas sul e oeste, há se eu tivesse isso quando eu estava em franca produção, todo mundo admirava eu ser magro e perguntava se eu fazia dieta ou exercícios e eu respondia ” não eu só venho a pé da vila Sônia até aqui na esquina da 9 de Julho com Faria Lima e com as tarifas só posso pegar uma condução” Vocês acham que isso era bom, até que poderia ser se não tivesse a terrível poluição. Um dia eu conto como era pagar aumentos sem parar, a criação do passe fácil pela tia Erondina e a tentativa do histriônico Jânio em cobrar os aumentos de quem já tinha comprado os passes. Abraços e cuidem-se
    Gilberto JV-TS

    • Desculpa pessoal, na pressa eu pisei na maionese, na verdade quem criou o passe fácil foi um prefeito anterior eu só não sei dizer, com certeza, se foi o Mario Covas, o Jânio veio em seguida e a tia Erondina foi quem sucedeu o dito cujo que inclusive se recusou a passar o cargo para ela, e em retaliação ela paralisou todas as obras que ele tinha começado só tendo sido terminadas na gestão do Maluf. Falha minha até mais
      Gilberto JV-TS

Publicidade

Anúncios