Monotrilho

BYD diz que fez “solução tecnológica para redesenhar o trem” do monotrilho da Linha 17

O projeto da Linha 17-Ouro do monotrilho, contado a partir da assinatura do contrato de implantação assinado na comunidade de Paraisópolis, completou dez anos.

De acordo com uma reportagem do Jornal Folha de São Paulo, a fabricante dos trens, a BYD, afirmou em nota que segue o cronograma previsto para entrega dos trens. Segundo a companhia, foi desenvolvida “uma solução tecnológica para redesenhar o trem e adequá-lo à viga já implantada no atual projeto da linha 17-ouro”.

A empresa chinesa ainda falou sobre testes que devem ser feitos antes da entrega. “Todos os materiais e sistemas de fornecimento do escopo da BYD para o contrato passarão por várias etapas de inspeção pelas equipes da BYD e do Metrô de São Paulo, com testes feitos em fábrica no Brasil e na China, além do comissionamento previamente à entrega para operação, no Brasil”, diz a empresa.

Primeiro trem em dezembro de 2022

O Metrô de São Paulo divulgou em seu site o “Relatório Integrado – Metrô de São Paulo – 2020“, que faz um balanço das realizações da companhia no ano passado, e traça planos e previsões para expansão da rede.

O relatório faz previsões para chegada do primeiro trem, chamado de “cabeça de série”: em 30 de dezembro de 2022. Já sobre “entrega do empreendimento para a Concessionária Via Mobilidade/ Início da Operação Comercial pela Concessionária”, o relatório aponta como data prevista para 30 de abril de 2023. Sobre a operação plena, o documento prevê em 31 de outubro de 2023, com operação plena com 14 trens.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

Comente!

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Anúncios