Recordar é viver

O ônibus elétrico com pantógrafo e duas frentes: o pai do biarticulado

Ônibus biarticulados são versões de veículos articulados sobre pneus que possuem duas articulações. Não são muitas empresas que produzem os grandes veículos, e o tipo de ônibus é visto em apenas algumas localidades. Os mais comuns são os movido a diesel, mas há trólebus articulados, sendo que na Europa houve um recente expansão da tecnologia, que trás evolução aos ônibus com as hastes, com a possibilidade de recarga de baterias que dão autonomia na conexão com os cabos aéreos. São chamados de light-tram, ou bonde-leve.

Falando dos ônibus biarticulados, o pai deste tipo de veículo foi justamente um trólebus biarticulado, mas com duas caraterísticas do modal ferroviário: pantógrafos e bidirecional, ou seja, com duas frentes.

O modelo nasceu na década de 80, e foi desenvolvido pela Mercedes-Benz com o prefixo O305GG. Só poderia rodar em guia com trilhos, e por esse motivo podemos chama-los também de veículo leve sobre trilhos – VLP. Por este motivo após um ano de testes o mesmo seria abandonado.

Ainda na década de 80, outros países apresentaram os modelos de 3 segmentos, como na Alemanha e China. Mas na década de 90, em 1991 a Volvo Latin American lançou o chassi B58E na cidade de Curitiba. Ao contrários dos biarticulados monoblocos dos outros países, a Volvo fornecia apenas o chassi e deste modo o primeiro modelo foi encarroçado pela fabricante Ciferal (bodywork). O novo veículo ajudou a popularizar o tipo de veículo.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

Comente!

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Anúncios