Trem de Carga

Ferrovia de 172 quilômetros é inaugurada entre os estados de Goiás e São Paulo

Uma ferrovia de 172 quilômetros, ligando São Simão em Goiás até Estrela D’Oeste em São Paulo é inaugurada nesta quinta-feira, 04 de março de 2021.

Trata-se de um trecho da chamada ferrovia Norte-Sul, possibilitando que concessionária Rumo tenha conexões nos seis principais estados produtores do país, além de ligá-la à Malha Paulista. Com a nova rota, as operações da concessionária chegarão a Mato Grosso, Paraná, São Paulo, Rio Grande do Sul, Goiás e Mato Grosso do Sul

O trecho já operava em testes desde a segunda semana de fevereiro e será o primeiro da Malha Central da Rumo. De acordo com uma reportagem da Folha de São Paulo, o eixo entre São Simão e o porto de Santos será feita com trens de 120 vagões, e não mais de 80. Cada composição passou de 1,5 km para 2,2 km de comprimento.

“É emblemática porque a ferrovia, principalmente para grandes distâncias –essa é de mais de 1.500 quilômetros–, tem uma série de benefícios. O Brasil tomou a decisão nas últimas décadas de privilegiar rodovias, isso não só traz custo para o processo produtivo, mas também mais emissão de carbono, estradas, manutenção, acidentes. O Brasil é o único país continental, se formos pegar os maiores do mundo, que não tem uma malha ferroviária adequada”, afirmou ao jornal, João Alberto Abreu, presidente da Rumo Logística.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

comentários

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  • O Brasil não tem uma malha ferroviária porque o governo anterior optou por fazer obras em outros países : porto de Mariel em Cuba, metrô em Caracas e Buenos Ayres, duas hidrelétricas a de Manduriacu no Equador e outra a de Chaglla no Peru, autopista Madden-Colón e metrô no Panamá, obra em dois países da África e muito mais, tudo com dinheiro brasileiro. dinheiro que nunca mais o Brasil verá nem cheiro. E o perdão da dívida externa dos países da África para com o Brasil?

  • Sobre a entrevista, e bem óbvio porque não tem investimento no país em ferrovias pra atravessar estados, os políticos são eleitos pra beneficiaria empresas que pagou a candidatura, nunca são eleitos para fazer algo pelo povo, vergonha.

Publicidade

Anúncios