Foto: CPTM
CPTM

Secretário fala em novo serviço para substituir o Connect da Linha 13-Jade da CPTM

A Linha 13-Jade, da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos – CPTM, liga as estações Aeroporto Guarulhos e Brás, e contava nos horários de pico com o serviço Connect, com atendimentos até o Brás. As partidas, no entanto, foram suspensas durante a pandemia, com a redução no fluxo de passageiros.

Mas, o serviço que era responsável por grande parte do volume da Linha 13, que em tempos sem pandemia dava conta de 15 mil passageiros por dia, deve ser substituído por um novo serviço, de acordo com uma reposta do secretário dos transportes metropolitanos, Alexandre Baldy, a um usuário nas redes sociais:

A nova configuração pode ser uma tentativa da CPTM em aumentar o fluxo de passageiros na nova ferrovia, que tinha um fluxo esperado de 100 mil usuários por dia, mas que amargou nos 15 mil.

Foto: Renato Lobo | Via Trolebus

Na Barra Funda

Durante uma entrevista para a Revista Ferroviária em julho, o secretário disse que havia planos de levar a Linha 13-Jade para a estação Palmeiras-Barra Funda. A chegada do atendimento à estação seria por meio de recursos do Banco Nacional do Desenvolvimento (BNDES).

Atualmente, apenas um atendimento da Linha 13, o Expresso Aeroporto, vai até a Luz. No entendimento de Baldy, a chegada até a Barra Funda atrairia mais usuários para a ferrovia.

Já na outra ponta, a linha 13 é projetada para chegar até São João ou Bonsucesso, mas segundo o titular da pasta, as obras não devem começar na atual gestão.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

comentários

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  • O ideal seria a Linha 13 ter a estação Brás como terminal definitivo e permanente em todos os dias e durante toda a operação (portanto, em 100% das viagens). Aliás, como era a ideia inicial, quando a linha previa fazer o trajeto Brás-Cecap.

    Sobre a possibilidade de levar a Linha 13 até a Barra Funda, isso me parece ser algo muito mais político do que técnico, e, a meu ver, beira a insanidade estender a L13 até Barra Funda em detrimento da Linha 10, por exemplo, que tem muito mais demanda e necessidade de chegar à estação Barra Funda e, principalmente, à Luz (seja para o bem dela mesma, seja sobretudo para desafogar a Linha 2 do Metrô).

    E, para os passageiros da L13 (em menor quantidade com relação a outras linhas), com todos os trens seguindo até a estação Brás ou partindo desta, já ajudaria muito e, assim, bastaria uma única transferência no Brás para seguir para Luz ou Barra Funda, tendo, em breve, duas opções da CPTM para tal (sem contar uma terceira opção menos viável neste caso: o metrô).

    • Concordo em boa parte de sua mensagem, agora tem que ver se há possiblidade em deixar na região do Brás em definitivo, devido a diversas linhas da CPTM terem início no local sem sobrecarregar o sistema.
      Se pudesse dar um conselho a atual administração e especialmente ao secretário Baldy focaria na questão mais básica os trens encomendados pela gestão Alckmin para que possa dar o mais breve possível, instalação do sistema que esta em atraso, recuperação dos trilhos da linha 12 safira no intuito de diminuir os intervalos entre trens e monotrilho que ligará a estação de trem aos terminais do aeroporto.

Publicidade

Anúncios