Foto: Felipe Barros
CPTM

Quais as linhas da CPTM com menor número de reclamações?

Na semana passada o Via Trolebus publicou um artigo que mostrava que a Linha 7-Rubi, da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos – CPTM, liderava as queixas nos três últimos relatórios da ouvidoria da empresa, dos meses de agosto, julho e junho, além de figurar em segundo lugar no documento geral no ano de 2019.

Por outro lado, duas outras linhas que fazem parte da malha de 271 quilômetros de extensão levam o posto de atendimentos com menor índices de reclamações: as linhas 8-Diamante e 13-Jade.

No relatório geral da ouvidoria que leva em conta todos os meses de 2019, a linha que liga a malha metroferroviária ao Aeroporto de Guarulhos aparece com apenas 19 reclamações. Em agosto de 2020, apenas com 5 ocorrências, em julho com 4 e em junho com apenas com 6 queixas.

Foto: Diego Silva

Mas o atendimento mais jovem da CPTM leva um volume muito abaixo das demais. Em tempos antes da pandemia eram em média 15 mil usuários por dia, contra 286,6 mil da Linha 12-Safira, sendo o segundo ramal com menos passageiros da CPTM.

Já a Linha 8-Diamante, que leva a medalha de bronze em carregamento, com cerca de 523,9 mil por dia útil antes da Covid-19, é a segunda ferrovia com menor volume de descontentamentos por parte dos passageiros. Em 2019 no atendimento entre Júlio Prestes e Itapevi foram 160 queixas, e nos meses de agosto, julho e junho foram, sete, quinze e vinte e três, respectivamente. No mês de junho de 2020, vale ressaltar que a Linha 10 teve apenas 12 menções, quando apenas neste mês registrou menos registros que a Linha 8.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

Comente!

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Anúncios