Monotrilho

Presidente do Consórcio do Grande ABC diz que não vai “abandonar” monotrilho da Linha 18

O projeto do monotrilho da Linha 18-Bronze, que ligaria a capital paulista as cidades de São Caetano do Sul, Santo André e São Bernardo do Campo, foi enterrado pelo governo estadual, sobre a alegação que um corredor de ônibus seria mais barato. Mas, lideranças da região Metropolitana de São Paulo querem reverter a situação.

Mais uma publicação do jornal Diário do Grande ABC da conta de que o presidente do Consórcio Intermunicipal do Grande ABC e prefeito de Rio Grande da Serra, Gabriel Maranhão (Cidadania), quer aproveitar o que a publicação chama de “saída de Baldy“, se referindo ao secretário licenciado dos transportes metropolitanos, Alexandre Baldy, para tentar retomar o trem aéreo.

“Como presidente (do Consórcio), não vou abandonar essa pauta. Vou trabalhar com insistência para convencer o governo do Estado a não engavetar a Linha 18. A nossa população merece um transporte de qualidade, e esse transporte é o monotrilho”, disse Maranhão, segundo o texto, que declarou já ter pedido agenda com o secretário estadual de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi (PSDB), para retomar o tema. “Estamos com a pandemia mais controlada, embora os números de caso não nos permitam relaxar. É momento de pautar esse assunto de novo.”.

Baldy acabou sendo preso pela operação Lava a Jato, e depois foi solto. Estava de licença até o dia 31 de agosto. A publicação não cita fatos que justifica a eventual saída do secretário. Apenas que “não voltou à pasta, comandada oficialmente por Paulo Galli”.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

comentários

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Anúncios