Fotos: Metrô
Monotrilho

Presidente do Metrô não fala mais em entrega da Linha 17-Ouro para 2022

Com previsão de 8 estações na Linha 17-Ouro do Monotrilho, sendo que a finalização dos trabalhos em sete delas seguem parados por decisão judicial, o Metrô toca serviços auxiliares nos locais, além das obras da estação Morumbi.

Já na parada próxima ao Aeroporto de Congonhas, os trabalhos na ligação com o terminal de embarque continuam, além de outras intervenções, como o remanejamento das redes de água fluvial e esgoto sob o acesso da estação, de acordo com publicação do presidente do Metrô, Silvani Pereira, nas redes sociais:

Sob júdice

Passados seis meses que o Metrô anunciou a assinatura dos contratos para a retomada das obras civis da Linha 17 com a Constran, diversos canteiros continuam às moscas. Além da conclusão da via, caberá à construtura o acabamento do Pátio Água Espraiada e das estações Aeroporto de Congonhas, Jardim Aeroporto, Brooklin Paulista, Vereador José Diniz, Campo Belo, Vila Cordeiro e Chucri Zaidan.

O processo segue sob júdice e aguarda o desfecho para voltar com sua execução. Há um recurso contra a escolha da empresa para realizar as obras civis remanescentes, sendo que outra concorrente questiona o processo licitatório.

O presidente do Metrô, que costuma responder os questionamentos dos seguidores, inclusive com prazos de entrega, no caso da Linha 17 não fala mais em 2022. Cita apenas que estão “aguardando decisão judicial“.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

Comente!

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Anúncios